ALEKRINAÇÃO

Just another WordPress.com weblog

IMIP, Dia da Criança… da Criança aqui

Sem palavras… Muito bom! A gente fez  o Dia das Crianças lá no IMIP. Muito massa!

Primeiramente a gente apresentou uma peça, que escrevi, chamada “Bonezinho Vermelho” e meu amigo Augusto está de parabéns por ter representado o MC Lobão (referência ao Lobo mau). Depois fa peça nós tocamos algumas músicas infantis, como “a casa”, “Ilariê” e mais algumas.

Velho, não tem dinhero que pague isso. Foi muito bom. As crianças sorrindo. O pessoal se divertindo. Foi maravilhoso.

Deixo esse post pra falar isso. que foi muito bom!

Um abração

Alekrin

outubro 12, 2008 Posted by | Alekrin | 1 Comentário

Felicidade = $$??? Papai diz que não titia diz que sim…

Sabe, eu sempre fui louco por arte, e para ser sepecífico, sempre gostei muito de Literatura e Música. Na época em que eu fui fazer vestibular mamãe disse: “Meu filho, não faça música não… faça algo que vá lhe dar dinheiro!”. Tem gente que diz que eu sou um idiota por ser professor hoje em dia, tem gente que diz que eu sou corajoso e tem gente não diz nada.

Uns dias atrás eu estava a conversar com a minha madrinha e ela me disse algo de importante, tem gente que vai até falar que isso é materialismo, porém, hoje, eu acho certo, por não ter outra opção de escolha. Ela me disse: “Alekrin, dizem que dinheiro não trás felicidade, mas é mentira! DInheiro trás felicidade, porque no mundo de hoje, pra você fazer o que quer, você tem que ter dinheiro.” Podem falar o que quiserem, mas ela tá certa. Todavia, hoje eu vi alguém me falar algo que não contradiz completamente o que minha madrinha disse, só parte. Meu pai.

Hoje, meu velho estava sentado e me perguntou: “vai dar aula amanhã meu filho?”. “Claro”, disse eu. Qual a surpresa que há nisso? eu sempre dei aula!. Ele perguntou de novo: “Você gosta de dar aula né?”. “Gosto, o maior problema é na hora de pagar conta, mas até lá hehehe eu adoro fazer isso.” Então, parecendo um sábio bem velho de filme de sessão da tarde, sabe esses que moram numa casa distante? perto de uma cachoeira? esse mesmo! disse assim:  “O difícil não é ganhar dinheiro. Ganhar dinheiro é muito fácil… bem fácil, porém não trás felicidade. Difícil mesmo, é você se sentir feliz com o que faz. Ganhando pouco, durante vários anos.”

Fiquei meio chocado. Sou feliz agora, que sou jovem e tenho gás pra aguentar um dia-a-dia de sala de aula. Sou feliz. Mas… quando as coisas apertarem lá na frente, que eu tiver mais velho, será que eu vou ser tão feliz? Tipo, nada contra em dar aula, até porque eu adoro fazer o que eu faço, mas será que o salário vai contar tanto na hora de ser feliz?

Espero que não.

Alekrin

setembro 24, 2008 Posted by | Alekrin | 1 Comentário

Domingo… Doce domingo

Bem, o dia de hoje foi muito, mas muito produtivo! Quer dizer, o dia que eu digo é levando em conta que o dia começa às 0h. A madrugada do domingo fôra árdua: gravei mais uma música nova! Muito bom, o problema foi tocar em casa nessa hora do dia. Mas a gente é feliz!

Acordei bem tarde. Tipo… umas 12h. Li um pouco (afinal, domingo é dia da gente comer bestera, acordar tarde e fazer o que gosta), entrei no computador, li algumas besteiras na internet e toquei guitarra. Isso até o meio da tarde. Depois foi me arrumar para ir ao RECIFE JAZZ. Muito bom, muito bom mesmo. O problema maior foi que eu pensara o seguinte: “já é dia do show e eu ainda não comprei os ingressos. Eu vou mais cedo para comprar o ingresso e ser feliz no Teatro Santa Izabel”. Cheguei muito cedo. Tinha quase ninguém. O jeito foi esperar. Fui a Livraria cultura, ainda assisti ao show de Vates & Violas. Adorei os recitais do rapaz que tocava jarro (não sei o nome, mas eu chamo de jarro), e as letras das músicas também. Mas resumindo: esperei o tempo passar na livraria cultura…

Depois de rodar toda a livraria e ver todos os livros e cds, fui tomar um refrigerante (olha a lei seca aí gente) no Recife Antigo. Claro que não pode faltar o som de alfaia e todo o resto do maracatu. Eu sempre achei que o tempo passa mais rápido quando estamos em boa companhia, e foi o que não me faltou. Acompanhado de um velho amigo jornalista, conversamos sobre Literatura, Música, Política e por incrível que pareça, conversamos sobre o trânsito de Recife. O que é muito louco mesmo, de repente uma rua fica contra-mão! Horrível. Ainda me encontrei com grandes amigos meus, mas o tempo já havia passado e estava na hora do jazz.

Muito bom o festival RECIFE JAZZ. A banda que começara foi a CRAM: uma guitarra, um baixo, uma bateria e um sax. Muito bom… não é pouco bom não É MUITO BOM!!!! Depois, veio a trompetista Saskia Laroo, tocou uma música com a banda holandesa anterior e depois fez algns solos com o instrumento de sopro junto a uns pedais. Depois entrou o Quinteto Violado, que, nada contra, tocou muito bem, mas não é Jazz, é mais frevo e outros ritmos regionais. Bastante bom também, mas eu estava lá querendo escutar jazz. Porém, não pense que tudo isso havia acabado, todas as bandas se juntaram para fazer duas músicas finais. O que eu posso mais dizer além de que valeu a pena?

Volta pra casa tranquila e calma. Se não fosse o trânsito recifense…

Abraços e uma boa semana

Alekrin

setembro 22, 2008 Posted by | Alekrin | Deixe um comentário

Primeiros dias de operado…

Ainda bem que todo mundo está me perguntando como foi a operação da expansão da maxila e como estou me sentindo atualmente. Vou procurar escrever todas as coisas aqui, já que eu não posso falar, e responder a todos os recados no orkut de forma parecida iria cansar muito.

Bom, no dia da operação mesmo, eu estava muito agitado, falando demais, brincando demais, até a moça do hosíta chegar e me dá a roupa para a cirurgia: uma bata verdem, dois sapatos que pareciam com o de Aladin e uma toca verde que parece do habbib’s versão green peace. Lá vai eu, então, todo pronto.

Chegando a sala de cirurgia, a anestesusta e a instrumentadora cirúrgica tiveram que tirar as mangas da minha roupa de hospital, e eu já quase dopado pela anestesia, perguntei:

– Vocês vão fazer uma striptise em mim?

Acho que elas não entenderam o “em” e sim “para”, foi quando eu escutei:

– Tome vergonha que eu já sou casada e a doutora aí está noiva, fique quetinho que a gente daqui a pouco opera você.

A cirurgia foi ótima de todo jeito, eu estou com um curativo no lábio superior que me faz parecer lord voldemort ou um orc de O Senhor dos Anéis. Devo tirar os pontos na sexta-feira, algo me diz que vai doer, porque eu ainda tirei um dente! Parece que eu levei uma surra com a cara tão inchada.

Obrigado a quem se interessar, e eu acho que vou tomar um sorvete mal passado desta vez. É só assim a minha alimentação agora!

julho 16, 2008 Posted by | Alekrin | Deixe um comentário