ALEKRINAÇÃO

Just another WordPress.com weblog

Apenas um verso

Eu escrevo um verso
no verso de uma folha de papel
É só um verso meu, não uma versão
É só um versinho e não um versão

Ele não tem metáfora
e o que eu te disse meta fora
Ironia é dizer sim querendo um não
Ironia foi um “Eu te amo” ao meu coração

Este verso não tem metonímia
sei que você não deu a mínima
praticamos prosopopéia, sua Pedra!
se tefiz sentir algo posso escrever uma epopéia

Mas eu não quero!
nem penso em épico
Eu esqueci das rimas
eu esqueci da vida

Estes versos que escrevo neste verso
são para me ver pelo avesso
Não são um soneto dramático
são versos. São um desabafo

fevereiro 13, 2009 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário